English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O MESMO POR NÓS


"A minha dinastia está de bem com Deus. Ele fez uma  aliança eterna comigo, firmada e garantida em todos os aspectos. Certamente me fará prosperar em tudo e me concederá tudo quanto eu desejo."
2Samuel 23.5

Davi foi um homem incrível!

Ursos e leões fazem parte da sua história de batalha. Louvores e adultério, grandes guerras contra poderosos exércitos e pequenos conflitos interiores, vitórias e fugas, ganhos e perdas, elogios e desprezos e insultos, conquistas e derrotas, sedução e fúria, fiéis amizades e terríveis inimigos, dias de trono e dias em cavernas... Todas essas coisas fazem parte da história de Davi. Mas em nenhum momento vemos Davi culpando Deus, pretendendo abandonar o Senhor por causa das suas fraquezas, frustrações e adversidades.

Ele foi tirado do meio das ovelhinhas para reinar sobre o povo mais caro do mundo, o povo de Deus. Passou por altos e baixos terríveis, mas sempre atribuiu ao Senhor o domínio de todas as coisas e não blasfemou contra o Senhor, nem mesmo quando foi perseguido por Absalão, seu próprio filho que queria matá-lo.

Davi nem sempre teve seus desejos atendidos (2Samuel 6.1-8; 12.1-20; 18.1-33), mas nem por isso o vemos questionando o Senhor, como se quisesse empurrar Deus contra a parede e tirar satisfações sobre o que Deus fez ou permitiu acontecer.

Certamente foi por esse reconhecimento que Davi tinha acerca da perfeição de Deus e da Sua sabedoria – reconhecimento que lhe fez sempre submisso e temente ao Senhor – que Davi foi considerado o melhor rei que Israel já teve, e um dos maiores exemplos a serem seguidos por todas as gerações futuras.

Tudo o que Davi passou de bom e de ruim não lhe fez parar. Mas ao final de tantas batalhas, ele pode concluir que sua dinastia estava em Paz com Deus, e atribuiu isso à aliança eterna que o Senhor havia feito com ele, a qual estava "firmada e garantida sobre todos os aspectos" (2Samuel 23.5). Mesmo nas piores lutas, Davi sabia enxergar a mão de Deus lhe cobrindo. Ele sabia que a base da sua felicidade não eram as pessoas e muito menos as circunstâncias, mas a amizade com o próprio Deus. E assim estava certo que, independente do que acontecesse, ele estaria seguro com seu Senhor.

Quando Davi escreveu tantos salmos maravilhosos sobre esse relacionamento de sincera adoração e intimidade com o Senhor, ele queria, de alguma forma, nos contar que Deus faria o mesmo também por mim e por você.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

CURA OU ALÍVIO TEMPORÁRIO?

Algumas vezes é melhor que as coisas piorem, antes que comecem a melhorar.  Jean Pierre

A grande verdade é que na esmagadora maioria das vezes é tão-somente quando a dor é insuportável, quando a situação é profundamente caótica, que tomamos a decisão de mudar. Isso porque, enquanto pudermos manejar os pequenos problemas, vamos tentar fazê-lo como sempre fazemos: à nossa maneira.

Enquanto os desafios forem pequenos, e estiverem dentro do nosso alcance de solução, certamente faremos tudo o que for possível para encontrar o mais rápido e temporário alivio, sem termos de nos deter no fato de que existe um problema mais profundo e uma questão maior, com que fatalmente – mais cedo ou mais tarde - teremos de nos defrontar.

Constantemente cada um de nós é surpreendido pelo dilema: Para onde vou correr? Para a cura, ou para o alívio temporário? O alívio temporário consiste em fazer tudo o que é possível para cobrir, disfarçar, esconder ou eliminar o problema....temporariamente. A cura - pelo contrário – vai fundo na ferida, como um meio de eliminar a causa do problema. A cura – sem nenhuma dúvida – envolve uma dor muito maior do que o alívio temporário. Pense no entanto no seguinte: uma vez que a cura se faz presente, o problema é eliminado para sempre. 
...se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei seus pecados e sararei a sua terra.  II Crônicas 7:14

Nélio DaSilva 

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Ele também entende de lágrimas !


"...E, assim, enxugará o SENHOR Deus as lágrimas de todos os rostos, e tirará de toda a terra o opróbrio do seu povo, porque o SENHOR falou" - Isaías 25:8. 




Elas estão presentes em nosso dia-a-dia, talvez mais presente do que supomos. Mesmo nos corações mais bem preparados, mas vez ou outra lá estão elas. São companheiras inseparáveis de um caminhar árduo. Regam o solo de nosso coração trazendo esperança na desesperança e consolo quando às vezes não nos resta "quase" nada. 

Foram criadas pelo próprio homem, pois nos céu dos céus não tem espaço para elas, porém até mesmo o Senhor, quando se deparou com um amigo morto, não escapou de tê-las por perto. 

Jesus chorou ! Elas igualmente marcaram Sua vida ! 

Mesmo Ele sabendo que a glória do Pai se manifestaria naquele morto e o traria a vida, mas... Ele chorou. Derramou lágrimas à presença de muitos, sem se importar com o que pensariam dEle...sem se importar se iriam taxá-Lo de incompetente ou fraco...Sem fazer conta de que homem que é homem não chora. (E como chora). 

Jesus chorou ! 

Evidenciando que era humano, e que os sentimentos afluíam por seu ser, como de qualquer outro ser, Ele chorou ! 

Chorou não somente por Lázaro, mas para dizer que entende o "nosso" lamento...que compreende a "nossa" dor...conhece o significado de uma lágrima que insiste em rolar face abaixo, mesmo que um esforço enorme seja despendido para impedi-la. 

Jesus chorou, manifestando ali seu desconforto com aquela situação. Ele pode enxugar dos seus olhos as lágrimas que te tem sido companheira quase inseparável. 

Se você tem o fardo pesado, Ele tem o fardo leve... Se você tem as lágrimas, Ele tem um lenço especial para enxugá-las. 

Isso para que você diga: "Este é o meu Deus, em quem espero, e Ele me salvará; este é o Senhor, a quem aguardo: na Sua salvação me exulto e me alegro". 

Sim ! Ele tem visto suas lágrimas, contemplado seu lamento e tem estado mais perto de você do que imaginas. Somente pela fé, poderás senti-Lo, pois sem fé é impossível agradar a Deus. 

Por que sobe tais pensamentos ao seu coração ? 

Por que até mesmo a alegria de louvá-lo, tem cessado em sua vida ? 

Não consegues perceber que a terra está sendo consumida por maldição e os que habitam nela se tornam culpados...e muitos que pelo caminho estão desfalecendo e esfriando, serão consumidos ? 

Devemos com nossa alma suspirar pelo Senhor, e como nosso espírito diligentemente lhe procurar, pois Ele é Deus e soberano, INDEPENDENTE de como nos sintamos e falamos ou deixamos de falar dEle ou com Ele. 

Ele é Deus, e basta ! 

Jesus chorou, para poder compreender nossas lágrimas ! Ele compreende a emoção que acompanha uma lágrima que flui de um coração contrito, pois, passou por isso ! 

Pense nisso e alimente sua fé, pois a promessa é que elas durem uma noite, após segue-se a alegria. 

A alegria é certa, se você tiver fé suficiente para aguardar a sua chegada, pois Deus não muda e nem mente. Se Ele disse que o choro pode durar uma noite e ao amanhecer vem a alegria...podes acreditar, pois é a mais pura verdade.


por Vilson Ferro Martins 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...