English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quarta-feira, 31 de março de 2010

AMOR E MORTE


Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória?

Onde está, ó morte, o teu aguilhão?"

(I Epístola de Paulo aos Coríntios, 15: 54-b, 55)





Esta semana mais uma vez muitos comemorarão a "Paixão" de Cristo. Oportunidade especial para cada um de nós pararmos para rever os passos de Jesus na Sua última semana. Relembrar qual foi a Sua última recomendação, Sua última tristeza, última alegria, e principalmente, o Seu último ato - o de substituirnos em nossa condenação... Sob a ótica cristã, aquela semana foi uma semana ímpar. Jamais houve ou haverá semana como aquela em que sobre Jesus Cristo recaíram a maior e absoluta injustiça.



Mas por que, sendo Ele D-us, permitiu tamanho desastre? Será que não havia uma forma prazerosa para nos salvar - além desta escolhida? O fato é que aquela era a nossa morte e, por amor, Ele tomou o nosso lugar. Jamais alguém fez tanto. Nenhum outro amor trouxe-nos ou trará tanto benefício. Sem dúvida alguma, aquela semana jamais será esquecida! Naquela semana, D-us, em semelhança humana, morreu de amor...



Quem seria capaz de ter chegado aonde Ele chegou pela loucura de nos amar com tanta intensidade? Que semana foi aquela, para ser reduzida a tão pobre festa de coelhos, ovos e chocolates! A Páscoa é a festa espiritual onde o cristão reconhece a sua eterna e incondicional dependência e gratidão a Cristo, pelo livramento da cruz devidamente merecida. Portanto, a Páscoa é a festa da salvação.

Infelizmente, para muitas pessoas parece impossível compreender como a crucificação de Um flagelo humano ocorrido há quase vinte séculos pode lhes trazer salvação. Lamentamos profundamente que a contemplação espiritual dos efeitos da cruz sobre os homens, e o seu reconhecimento, não ocorram na esfera da compreensão humana, mas pela revelação espiritual por meio de uma fé - obra do Espírito Santo. Só pela fé o nosso espírito desperta da morte sentenciada para a vida eterna. Só pela fé entendemos a razão da auto-submissão de Cristo ao Seu amor, não a Roma ou aos falsos israelitas da época - "Ninguém tira Minha vida! Eu a dou!"


Por tanto, não nos deixemos levar por coelhos que põem ovos ou deliciosos chocolates multiformes, mas pela lembrança de Cristo, do Seu amor, e da cruz vazia que não mais nos pertence. Como poderíamos deixar de amar quem nos amou - incondicionalmente, unilateralmente, vicariamente e tremendamente?



Mesmo que as circunstâncias dessa vida momentaneamente nos assaltem com sofrimentos e dificuldades descabidas, a ponto de nos deixar semi-abatidos. Aqueçamos na memória o fato jurídico-espiritual de que apesar de tudo e de todos, somos os filhos do Amor e da Vitória, herdeiros de um futuro sem lágrimas...



Em nome do Cordeiro de D-us, Jesus, que tira todo o pecado do mundo.



Boa Páscoa!






Rev. Ricardo César Vasconcelos

quarta-feira, 24 de março de 2010

Salmos 27:14 - Espera no SENHOR, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR.

Vamos meditar nos diversos pontos deste último verso do salmo 27. Hoje, selecionei o primeiro convite que temos diante de nós: "Esperar". O salmista afirma: "Espera no Senhor". Parei um pouquinho para refletir qual o propósito divino em nos fazer aguardar pacientemente suas promessas.

Primeiramente, a espera nos ensina a dádiva da dependência. Você pode rapidamente se inclinar para um estilo de espiritualidade arrogante se alcançar com facilidade tudo o que quiser. O Senhor então te prova com o tempo. A espera te mantém na dependência, reconhecendo com humildade que você precisa da graça divina.

A espera te tornará uma pessoa paciente. A impaciência destrói relacionamentos (quantos namoros você desfez por cobranças impacientes? ). Para nos purificar dessa atitude mesquinha, Deus parece demorar em agir em algumas coisas que sabemos que Ele poderia realizar em instantes. Nesse intervalo, vamos sendo modelados e a paciência vai sendo formada em nosso caráter.

Por fim, a espera é um termômetro para Deus nos revelar se de fato dependemos dEle. Quando você murmura por algo que ainda não ocorreu, você está dizendo, de modo espiritual, que Deus não merece sua confiança. Que você o considera incapaz de estar liderando sua vida. É por isso que você anda aguardando tanto. Comece a descobrir o prazer de viver uma vida de constante confiança em Deus, livre de preocupações com coisas que você sabe que podem ficar em segundo plano. Só daí você descobrirá a verdadeira liberdade, a graça de viver sob o cuidado do Pai Celestial.

O Pai te diz: "Espera! Seja dependente! Seja paciente! Confia em mim! Sou tudo o que você precisa, e o mais a meu tempo acrescentarei! "

Esperar é o segredo!

Deus te abençoe!

quinta-feira, 18 de março de 2010

PERMANECEI EM MIM

“...sem mim nada podeis fazer”
João 15:1-27; 16:1-33

Nas suas palavras de despedida, Jesus instruiu os seus discípulos sobre as dificuldades e perseguição que sobre eles se abateriam. Falou-lhes sobre a vinda do Espírito Santo, alertou-os acerca dos sofrimentos pelos quais Ele, Jesus, haveria de passar, sobre Sua morte, ressurreição e glória. Instruiu-os sobre o tipo de crente e de igreja que Ele desejava ver como força motora do mundo. Dos Seus seguidores Ele requeria e requer obediência, fidelidade, coerência, autenticidade, dedicação e amor incondicional.



Jesus sabe que nós, limitados e fracos, não podemos executar a missão que Ele nos confiou sem recebermos o poder de Deus, isto é o Espirito Santo, que nos ilumina, consola, sustenta e orienta o nosso viver. O divino Ajudador é mais do que advogado e protetor dos Seus seguidores; Ele é o Consolador, o Instruidor verdadeiro. É Aquele que convence às pessoas que elas são pecadoras, sujeitas ao juízo divino e que elas devem arrepender-se, tornando-se novas criaturas.(João 16:8). Somente pela ação do Espírito Santo a pessoa é capaz de reconhecer e confessar a Jesus como o Messias, o Cristo de Deus: ...ninguém pode dizer: Senhor Jesus! senão pelo Espírito Santo” (1ª Coríntios 12:36)



Nosso Senhor ensina que os seus discípulos têm de depender inteiramente d’Ele para ter vida e vida espiritualmente produtiva: “...sem mim nada podeis fazer” .Assim como um ramo precisa estar bem preso à videira para poder produzir frutos, assim também há necessidade de uma conexão vital com Deus, mediante o Espírito Santo. Quem permanece em mim e Eu nele, esse dá muito fruto”. Permanecer é estar ligado n’Ele, limpo, isto é, livre da antiga natureza, dos velhos vícios. A poda de uma planta visa a aumentar sua produtividade e o mesmo procedimento pode ser aplicado à igreja ou exclusivamente ao crente individualmente. Somos salvos para produzir frutos, muitos frutos mesmo e de forma permanente(João 15:16).



Portanto, o segredo de uma vida vitoriosa e produtiva, como igreja ou como indivíduos, é o reconhecimento do Senhorio absoluto de Jesus Cristo; e a aceitação incondicional de que os bons frutos dependem da operação soberana do Espírito Santo.



O primeiro lugar onde devemos mostrar os frutos de uma vida contemplada pela ação regeneradora do Espírito Santo, é a nossa própria casa onde deve predominar o “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gálatas 5:22,23). O salmista diz: “Portas a dentro em minha casa terei coração sincero. Não porei coisas injustas diante dos meus olhos ...” mostrando que suas atitudes eram coerentes dentro de sua casa com os seus familiares. Longe dos olhos dos “irmãos e irmãs”, mas ciente da real onipresença e onisciência divina.. (Salmo 101:2-3). Ele vê e ouve o que falamos (Números 12:2)



Um ramo desligado da videira, que é Jesus, produz obras da carne que são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisa semelhantes a estas”(Gal.5:19-21). A palavra do Senhor Jesus a todos os seus servos hoje, é: “permanecei em mim pois quem de mim se alimenta por mim viverá”. Que Ele nos fortaleça.







Rev. Enoc Teixeira Wenceslau

quarta-feira, 3 de março de 2010

Corações cincuncidados

"O SENHOR, teu Deus, circuncidará o teu coração e o coração de tua descendência, para amares o SENHOR, teu Deus, de todo o coração e de toda a tua alma, para que vivas." - Deuteronômio 30:6.


A pergunta que me faço é: Senhor, meu coração é por ti circuncidado de forma que eu O ame de todo o coração e de toda minha alma, para que eu viva ?

Circuncisão, do latim "cortar ao redor". Foi uma aliança proposta primeiramente por Deus a Abrão de modo a separá-lo, juntamente com sua descendência dos gentios, mas no texto acima Deus circuncidará o "coração" e inclusive a descendência estaria debaixo desta "aliança" para amar ao Senhor. Não é mais uma circuncisão literalmente física, mas literalmente espiritual.

- A circuncisão é sinal de PACTO, portanto, um coração circunciso está em aliança com seu Deus.

- Ela continha um valor intrínseco que preparava o circuncidado para melhores coisas vindouras, assim, um coração circunciso estará preparado para receber o melhor de Deus.

- Também falava de uma classe de pessoas que viviam "separadas" para a santidade e salvação. Assim, o coração circunciso torna seu possuidor "santo" ou seja, separado por e para Deus.

- A circuncisão afetava o "órgão gerador de vida" e isto simbolizava produção de vida. Um coração circunciso será uma fonte de vida para seu possuidor.

- A circuncisão era um mero sinal. A circuncisão de coração é a real e simboliza a salvação do homem e sua disposição para servir ao Senhor.

- A maneira como Deus providenciou esta circuncisão ao coração foi o sacrifício de Jesus, conforme Romanos 15:8-9 que diz: "Digo, pois, que Cristo foi constituído ministro da circuncisão, em prol da verdade de Deus, para confirmar as promessas feitas aos nossos pais; e para que os gentios glorifiquem a Deus por causa da sua misericórdia, como está escrito: Por isso, eu te glorificarei entre os gentios e cantarei louvores ao teu nome".

Portanto, a resposta a minha pergunta no início é: Sim! Deus já vez a parte dele em circuncidar meu coração e cumpre a mim e a cada um de nós fazermos a nossa parte amando ao Senhor de todo coração e alma, para que vivamos !



Shalom !

MINISTÉRIO VOZ DO TRONO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...